LULA, CONDENADO PELA LAVA JATO E PRESO PELA PF

 

Após se entregar à Polícia Federal para o cumprimento da pena de 12 anos e 1 mês de reclusão no processo do triplex do Guarujá (SP). Lula, de 72 anos, que governou o Brasil por dois mandatos (2003/2010), se tornou o primeiro ex-presidente na história da República a ser preso por um crime comum. O maior líder petista foi condenado pelo juiz federal Sérgio Moro por corrupção e lavagem de dinheiro. A ordem de prisão expedida por Moro foi cumprida 26 horas depois do prazo indicado pelo magistrado.

Lula anunciou que se entregaria à PF durante ato no entorno do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo. Um grande tumulto marcou sua saída do sindicato. Foram necessárias duas tentativas para o petista sair da sede do sindicato que ele presidiu no fim dos anos 1970. Na primeira, a militância impediu a passagem do carro e um portão chegou a ser quebrado. Na segunda tentativa, Lula conseguiu deixar o prédio a pé, rompendo a resistência de um grupo de militantes.

Antes de se entregar, Lula discursou por 55 minutos em um carro de som tomado por políticos, sindicalistas, religiosos e artistas. Ele persistiu na retórica de candidato nestas eleições, disse que é inocente e que foi incentivado a se exilar em outro país ou em alguma embaixada. Lula foi mais enfático na crítica aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). O plenário da Corte e o relator Edson Fachin já rejeitaram recursos do ex-presidente. Ontem, Fachin negou uma reclamação da defesa do petista.

Lula foi levado de carro até a Superintendência da PF em São Paulo, onde passou por exame de corpo de delito. Depois, foi de helicóptero até o aeroporto de Congonhas, de onde seguiu para Curitiba. O ex-presidente chegou à sede da PF em Curitiba às 22h30. Toda a movimentação foi marcada por tensão e tumultos. Profissionais de imprensa, que foram agredidos em diversos momento da cobertura do caso. Ao menos seis jornalistas foram hostilizados por manifestantes pró-Lula; entidades condenaram.

++ Tudo o que você precisa saber sobre a prisão de Lula

 

Fonte – Estadão


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *