Metroviários encontram com Jofran Frejat

Profissionais do sistema metroviário do Distrito Federal estiveram reunidos hoje com o pré-candidato a Governador Jofran Frejat (PR). Eles esclareceram para Frejat as dificuldades que a categoria vem enfrentando.
A categoria lembra que o programa de viagens experimentais do metrô teve início em 1997. E relatam que o sucateamento e o nível desinvestimento atingiram o ápice. Os metroviários evidenciaram que um estudo apresentado na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) – em uma audiência pública que aconteceu em março para discutir os problemas do Metrô-DF – mostra que o investimento em manutenção do Governo do Distrito Federal com o Metrô-DF sofreu sucessivas reduções. Em 2015, foram gastos R$ 174,4 milhões, em 2016 o gasto do Executivo caiu para R$ 129,3 milhões. E em 2017 o valor caiu para R$ 106,9 milhões.
Para a categoria, é preciso ampliar os níveis de investimentos priorizando a manutenção e ampliação do sistema e do atendimento em mais dois terminais: em Ceilândia e na expansão da linha em Samambaia, além da construção de terminais do metrô na Asa Norte (HRAN).
Os metroviários orientam que é fundamental ainda a compra de novos trens para substituir os da frota série 1000. Além disso, segundo eles, é necessário investimentos massivo na manutenção de trens – e em especial, nas vias – e na compra de equipamentos de segurança, como coletes balísticos, uniformes e outros e a convocação dos aprovados do último concurso.

 

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sentadas


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *