NÃO ADIANTA BOLSONARO CHIAR…A MANIFESTAÇÃO DO DOMINGO NÃO É A FAVOR DELE

O Brasil vai se surpreender com as manifestações a serem realizadas em mais de cem cidades no próximo domingo, 26.

Não adianta o Presidente Bolsonaro tentar frear a mobilização, que não tem compromisso com ele.

O povo vai sair às ruas pelo Brasil, lutando por um país minimamente decente.
Chega de cinismo.

Todo mundo sabe que o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia, só se preocupa com a sua própria liberdade.

Ele sabe que um dia terá o mesmo destino de Eduardo Cunha. E faz tudo para retardar a própria prisão.

Por exemplo, dorme nas gavetas de Rodrigo Maia o projeto do senador Álvaro Dias (Podemos), já aprovado pelo Senado e pela Comissão Especial da Câmara, que acaba o foro privilegiado para ele e para mais 54 mil integrantes de cargos no Estado.

Basta Rodrigo “Botafogo” botar em votação o foro privilegiado e os processos sairão da geladeira do Supremo Tribunal Federal para instâncias inferiores (Curitiba?), onde haverá julgamentos verdadeiros.

Rodrigo Maia uniu-se ao pessoal do PP, todos esses também recheados de processos, para tirar o Coaf do Ministro Sérgio Moro. E negocia de forma escandalosa a difícil aprovação da Reforma da Previdência.

O povo está vendo tudo. E vai às ruas para exigir que as coisas funcionem com um mínimo de respeito ao Brasil.

Isso vale para o presidente do Senado, Davi Alcalumbre, que está se revelando um Renan Calheiros de baixa estirpe.

E vale para a maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal, que decidem quase sempre na contramão do bom senso.

Com Bolsonaro ou com Mourão, caso o presidente caia do trono, o Brasil terá de dar resposta às ruas.

Como diz o ministro Paulo Guedes, nas Páginas Amarelas da Veja, se a Reforma da Previdência não passar, quem puder se mande, porque o Brasil vai acabar.

Chega de cinismo, rapazes. Vocês todos estão no mesmo nível de Lula e Zé Dirceu.

Mas não deixaremos o nosso povo fracassar. O verde e amarelo é nosso. 
(RENATO RIELLA)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *