DF teve três mortes por H1N1 no 1º semestre de 2019

Secretaria de Saúde confirma 40 casos da doença. Em 2018, foram quatro óbitos no mesmo período.

Por G1 DF


Vacina contra H1N1 — Foto: Reprodução/TV TEM

Vacina contra H1N1 — Foto: Reprodução/TV TEM

Três moradores do Distrito Federal morreram pelo vírus H1N1 nos primeiros seis meses de 2019. É o que diz o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde do DF nesta semana. A avaliação inclui os dados coletados até o dia 22 de junho.

Ao todo, a pasta registrou 40 casos de pessoas com a gripe H1N1 no DF. Destes, 37 evoluíram para cura, entre eles uma grávida.

O primeiro óbito foi de uma idosa de 83 anos e aconteceu em um hospital da rede privada, em maio. Segundo o informativo da secretaria, os sintomas da gripe apareceram durante viagem ao Rio de Janeiro, o que indica que a paciente contraiu o vírus no próprio estado, e não no DF.

O segundo óbito foi de uma criança de cinco anos, que tinha imunodeficiência, também em maio. O terceiro foi de um jovem de 23 anos que, segundo a pasta, não tinha nenhum fator de risco para complicações.

Ao G1,a Secretaria de Saúde informou que, durante a campanha de vacinação contra a gripe deste ano, foram imunizadas 725.968 pessoas. O número representa 92% de cobertura.

Em anos anteriores

Em comparação com 2018, o número de casos da doença diminuiu. Segundo o boletim, no ano passado foram 60 registros no primeiro semestre, com quatro óbitos.

No fim do ano, o número de infectados chegou a 72 e o de mortes subiu para seis. Já em 2017, não houve caso confirmado de H1N1 no DF.

Fonte: G1

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *