Câmara do DF quer instalar painel eletrônico de R$ 2,3 milhões para votação e lista de presença

Sistema vai exibir votos no plenário e fará registro de ponto por biometria. Câmara Legislativa diz que objetivo é ‘modernizar os processos e dar maior transparência’.

Por Luiza Garonce e Gabrielle Freire, G1 DF e TV Globo

12/07/2019


Plenário da Câmara Legislativa do DF durante discussão da Lei Orçamentária de 2018 — Foto: Letícia Carvalho/G1

Plenário da Câmara Legislativa do DF durante discussão da Lei Orçamentária de 2018 — Foto: Letícia Carvalho/G1

A Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) anunciou a abertura de uma licitação para compra e instalação de um sistema de painel eletrônico no plenário da Casa. A ideia é que o telão exiba os votos dos distritais e, ainda, registre presença por biometria, como ocorre na Câmara dos Deputados desde 1998.

O objetivo da compra, segundo a CLDF, é modernizar os processos e dar maior transparência ao que se passa na sessões plenárias. A previsão é que o painel custe R$ 2.305.485,14. A licitação será aberta em 30 de julho pela internet.

Telão mostra placar final da votação que decidiu pelo arquivamento da denúncia contra o presidente Michel Temer, na Câmara dos Deputados, em Brasília — Foto: Evaristo Sá/AFP

Telão mostra placar final da votação que decidiu pelo arquivamento da denúncia contra o presidente Michel Temer, na Câmara dos Deputados, em Brasília — Foto: Evaristo Sá/AFP

Ao contrário do que ocorre em decisões de impacto federal, na Câmara dos Deputados e no Senado Federal, a Câmara do DF ainda faz a votação em papel, assim como o controle de ponto.

Há cerca de uma semana, o distrital Robério Negreiros (PSD) se tornou alvo de uma operação do Ministério Público por suspeita de fraudar mais de 50 folhas de ponto.

Em maio, a TV Globo mostrou que Negreiros “assinou” lista de presença enquanto estava em Orlando, nos Estados Unidos.

O deputado distrital Robério Negreiros — Foto: CLDF/Divulgação

O deputado distrital Robério Negreiros — Foto: CLDF/Divulgação

Com apoio da Polícia Civil do DF, o MP fez buscas no gabinete do deputado. Em defesa, o deputado afirmou em nota: “Temos certeza que sairemos fortalecidos no final do processo, quando a verdade será restabelecida e os covardes denuncistas e mentirosos desmascarados”.

Fonte: G1/DF

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *