Justiça mantém absolvição de Raad Massouh em denúncia de peculato

O político foi inocentado em 2018, mas o Ministério Público recorreu da decisão. Turma Criminal referendou sentença nesta quinta (15/08)

Arquivo CLDF
Raad Massouh foi inocentado pelo TJDFT.

ARQUIVO CLDF

CAIO BARBIERI[email protected]

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) decidiu, nesta quinta-feira (15/08/2019), manter a absolvição do ex-deputado distrital Raad Massouh (PTB) da denúncia de peculato – desviar bens ou recursos praticado por agente público. Ele foi absolvido, em 2018, pela 10ª Vara Criminal do Distrito Federal, mas o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) recorreu da decisão e tentava alterar a sentença na 2ª instância. Contudo, o voto da relatora Nilsoni de Freitas foi seguido de forma unânime pelos integrantes da 3ª Turma Criminal.

“Após seis anos de muito sofrimento, hoje me sinto feliz e só tenho a agradecer a Deus e aos amigos que sempre confiaram e andaram ao meu lado”, disse Raad ao Metrópoles.

O político respondia a processo desde 2010, após denúncia na Câmara Legislativa sobre suposto desvio de emenda parlamentar no valor de R$ 47 mil para a realização de show em Sobradinho. O caso levou Massouh a ter o mandato cassado em 2013. Dezoito dos 24 parlamentares votaram pela punição do colega.

No ano passado, o petebista tentou lançar o filho Raad Júnior a uma vaga da CLDF, mas o jovem conquistou apenas 3.807 votos e não conseguiu uma cadeira no parlamento local.

Fonte: Metrópoles

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *