Desafio da rasteira preocupa pais e acende alerta nas escolas. Veja o vídeo dessa “idiotice”

Família deve acompanhar o que os filhos estão vendo nas redes sociais e alertar sobre os riscos de desafios divulgados na internet 

Desafio da rasteira viraliza nas redes

Reprodução

Um novo vídeo toma conta das redes sociais: o desafio da rasteira. Três meninos pulam ao mesmo tempo e o que está no meio cai e bate a cabeça no chão. As imagens viralizaram, tomaram conta dos grupos de Whatsapp e têm preocupado muitos pais.

O desafio também foi divulgado no Tik Tok, uma rede social focada mais no público infantil e adolescente. Em uma brincadeira parecida, uma adolescente de 16 anos morreu ao bater a cabeça no chão no ano passado.

“A família deve orientar as crianças sobre esse tipo de brincadeira, alertar para os riscos da queda e os perigos dos desafios que são divulgados nas redes sociais”, orienta a psicopedagoga Patricia Marques. “O próprio Tik Tok tem um espaço para que os pais comentem e apontem problemas.”PublicidadeFechar anúncio

Para Patricia, os pais devem acompanhar de perto o que os filhos estão vendo nas redes. “É importante saber quais são os vídeos mais vistos, quem eles seguem e quais são as séries do momento, sempre tem uma ‘modinha’ e é preciso sentar e conversar.”

A escola também tem a responsabilidade de alertar pais e alunos sobre os perigos desses desafios, mas também deve, na avaliação de Patricia, orientar os funcionários. “Eles precisam saber identificar esse tipo de brincadeira para conversar com as crianças”, diz. 

Família deve ficar em alerta

Família deve ficar em alerta

Reprodução

Mas nada substitui o diálogo e a presença da família na vida dos pequenos. “As crianças brincam no prédio, na quadra e nem sempre tem um adulto por perto, é preciso manter o diálogo para que elas estejam conscientes dos riscos que estão na internet.”

Fonte: R7.com

Nota da redação do SOS BRASÍLIA:

Somente pessoas IDIOTAS para promover esse tipo de brincadeira. A educação passa por vexame!

Ricardo Noronha, jornalista

editor chefe do SOS BRASÍLIA

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *