GDF compra mais R$ 13,4 milhões em produtos de limpeza

Secretaria de Economia licita álcool gel, sabonete líquido e luvas. Saúde fortaleça estoques de hidroxicloriquina e outros remédios destinados a doenças respiratórias

RENATA MOURA, DA AGÊNCIA BRASÍLIA

O Governo do Distrito Federal está organizando uma licitação de R$ 13,4 milhões para aquisição de álcool gel, dispensador, sabonete líquido e luvas. Sob comando da Secretaria de Economia, o processo de compras vai buscar empresas que se comprometam a oferecer os produtos por ata de registro de preços: após definir os valores, os órgãos da administração direta podem adquirir os insumos diretamente por adesão. A medida faz parte de uma série de ações do governo para combater a proliferação do novo coronavírus.  

“Com a utilização do Sistema de Registro de Preços, o GDF economiza ao fazer uma compra em larga escala, adotando um procedimento concentrado, organizado, planejado e mais econômico que o usual”, explicam, em nota, gestores da Secretaria de Economia. O modelo de compra, segundo o órgão, gera economia e é mais eficiente do que seria a compra descentralizada por cada órgão.

O edital para a concorrência pública foi publicado em edição do Diário Oficial do DF desta terça-feira (31). No mesmo documento também foram anunciadas a aquisição de remédios e equipamentos para reforçar a atuação nos hospitais.

Foto: Geovana Albuquerque/Saúde-DF

A Secretaria de Saúde publicou extratos de aquisição de mais um lote de comprimidos de hidroxicloriquina, utilizados por pacientes com lúpus, malária e doenças reumatóides. O medicamento também é uma das apostas dos médicos no combate às complicações pulmonares de pacientes diagnosticados com Covid-19. “Estamos usando esse remédio, em associação com antibióticos, em pacientes mais graves”, confirma o secretário-adjunto de assistência da Secretaria de Saúde do DF, Ricardo Tavares.

A Polícia Militar do DF também anunciou dispensa de licitação para adquirir frascos de álcool etílico hidratado, teor 70%. Para enfrentar a pandemia, a corporação investiu R$ 17,7 mil.

Combate à dengue
Também há na lista de aquisições da Secretaria de Saúde aluns produtos para reforçar a hidratação dos pacientes de dengue, como as bolsas de solução injetável de cloreto de sódio 0,9%. 

Há ainda materiais descartáveis como sondas de látex; fios de aço Kirschener (usado para fixação de fragmentos ósseos); suplementos alimentares; nebulizadores; e solução injetável de amiodarona (para o controle de arritmias cardíacas). 

A pasta ainda publicou aviso de dispensa de licitação para adquirir medicamentos como o analsésico tramadol e, o dupilumabe. Esse último é utilizado no tratamento de dermatites atópicas, doença não-contagiosa que pode vir associada à asma brônquica e rinite alérgica. 

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *