Redes de saúde doam R$ 4 milhões e 10 leitos de UTI para o DF

Medida reforça parceria entre os setores público e privado no combate à pandemia provocada pela Covid-19

IAN FERRAZ, DA AGÊNCIA BRASÍLIA

O combate à pandemia provocada pelo novo coronavírus (Covid-19) tem elevado a união entre os setores público e privado no Distrito Federal. Nesta segunda-feira (6), as redes de saúde D’Or e Ímpar doaram R$ 4 milhões e 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ao Governo do Distrito Federal.

A iniciativa reforça o esforço do GDF em tomar todas as medidas possíveis para combater a Covid-19 e demonstra o caráter solidário de setores privados em colaborar nesse momento de enfrentamento ao coronavírus. O destino dos aparelhos e do valor doado serão definidos pelo governo local nos próximos dias.

A doação ocorreu em reunião no Palácio do Buriti com a presença do governador Ibaneis Rocha; do vice-governador Paco Britto; do secretário da Casa Civil, Valdetário Monteiro; do secretário de Comunicação, Weligton Moraes; do presidente do Banco de Brasília, Paulo Henrique Costa; do diretor-presidente do Iprev, Ney Ferraz; e de gestores das duas redes de saúde.

“Só tenho a agradecer todos vocês pela parceria. Estão ajudando muito, ajudando a cidade como um todo”, agradeceu Ibaneis Rocha durante a reunião. “Essa parceria mostra a retribuição dessas empresas com a seriedade que o GDF está aplicando os recursos. Essa doação é muito importante para salvar vidas”, acrescentou Paco Britto.

Foto: Lúcio Bernardo Jr/Agência Brasília

Ao todo, serão 96 itens doados, entre eles ventiladores pulmonares mecânicos, aspiradores cirúrgicos, cadeiras de banho e de rodas, camas hospitalares, eletrocardiógrafos, pranchas de resgate, monitores multiparâmetros, termômetros infravermelhos entre outros. Material suficiente para a montagem de 10 leitos de UTI.

 Para a diretora da Rede Ímpar, Regina Célia Barros Duarte, o momento é de unir forças. “Nossa preocupação como diretores da área de saúde é que esse é um problema de todos. Não podemos esquecer do setor público, nem da população mais carente”, aponta. Já o diretor médico da Rede D’Or, Frederico Costa, destaca as medidas tomadas pelo GDF.

“Enaltecemos a metodologia que o governador tem traçado e com certeza vamos passar por essa pandemia de forma mais branda. Essa é a nossa esperança. Como unidade de saúde temos obrigação de participar e ajudar a combater esse mal.”

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *