CLDF celebra o 163º aniversário do Corpo de Bombeiros

Por Matheus Venzi*

Nesta quarta-feira (26), a Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) realizou uma solenidade no plenário para comemorar o aniversário de 163 anos do Corpo de Bombeiros Militar no Brasil.

A solenidade contou com a exposição de materiais operacionais e peças do Museu do Corpo de Bombeiros Militar do DF, apresentação da Banda dos Bombeiros, simulação de salvamento em altura, descida de rapel e tirolesa, práticas de primeiros socorros e demonstração de um atendimento emergencial.

A sessão solene foi promovida pelo deputado Roosevelt Vilela (PSB), que é bombeiro militar da reserva. “O Corpo de Bombeiros Militar é uma referência reconhecida por todos nós e tenho muito orgulho de fazer parte dessa Corporação de excelência. Bombeiros Militares prestam excelentes serviços à sociedade, a qualquer hora do dia ou da noite e até mesmo com o risco de suas próprias vidas”, comenta.

De acordo com um levantamento realizado pelo IBOPE, o Índice de Confiança Social (ICS), o Corpo de Bombeiros é a instituição com maior credibilidade no país. No ano passado, a pontuação da corporação no ICS foi de 82 pontos em uma escala que varia de 0 a 100.

O Corpo de Bombeiros Militar foi fundado no Brasil em 2 de Julho de 1856, no Rio de Janeiro, pelo imperador Dom Pedro II. Na época, a corporação recebia o nome de “Corpo de Bombeiros Provisório da Corte” e centralizava as funções de outras forças.

Após a Proclamação da República, em 1889, a instituição passou a ser chamada de Corpo de Bombeiros do Distrito Federal. Em 1964, vieram do Rio de Janeiro para Brasília dois oficiais responsáveis pela coordenação da transferência da corporação para o Planalto Central.  Com a Constituição de 1988, adotou o termo ‘Militar’ em sua nomenclatura.

“A história do Corpo de Bombeiros Militar do DF é uma revisita a história da capital do país. O trabalho realizado pela Corporação merece nosso respeito e reconhecimento”, conclui o deputado Roosevelt.

*Matheus Venzi é repórter do site SOS BRASÍLIA

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *